Comunicação prestigia posse de Ferreira

4 06 2009

_

Secretário reafirma seu entusiasmo em assumir a função e destacou que a ética será a principal característica do governo

| DAVI SOARES – Repórter

Posse do Secretário Nelson Ferreira

Foto: José Emílio Perillo

Na presença de dirigentes de veículos de comunicação e de agências de publicidade, o jornalista Nelson Ferreira tomou posse ontem no cargo de secretário de Comunicação do Estado. Em seu discurso, o novo secretário reafirmou seu entusiasmo em assumir a função e destacou que a ética seria a principal característica do governo de Teotonio Vilela Filho (PSDB), a quem prometeu tornar vitorioso o “projeto político em andamento”. Wilmar Bandeira, o ex-secretário, não compareceu para transmitir o cargo.

“Enquanto escândalos de toda ordem recheiam as páginas dos jornais de todo o País, Alagoas pode se orgulhar de ter um governo limpo, honrado e que tem compromisso com o desenvolvimento de nosso Estado e o bem estar do nosso povo. Isso estimula a criatividade e nos faz sentir que combatemos o bom combate. Existe um projeto político em andamento, e serei incansável para torná-lo vitorioso”, disse Ferreira.

Ao admitir não dispor de muitos recursos para a Secom, Vilela disse que Ferreira teria total independência para cumprir uma missão que não seria fácil. O governador destacou que as maiores dificuldades que tem enfrentado dizem respeito ao fato de que estaria direcionando suas ações para a totalidade dos alagoanos e porque não fazer maquiagem nas suas ações.

O governador chegou ao auditório do palácio dizendo que o governo precisou mudar o comando da Secom pela necessidade de “se adaptar ao momento”, mas não admitiu ter sido motivado por pressões para realizar a mudança na pasta. “Tudo no mundo muda. Os pássaros mudam, as pedras mudam, e governo, que é um bicho vivo, também muda”, argumentou o governador.

Sob pressão das agências de publicidade

Nelson Ferreira assume a Secretaria de Comunicação em clima de festa, com a promessa de carta-branca do governador Teotonio Vilela Filho, mas terá que enfrentar pressões do setor publicitário para que as agências locais sejam valorizadas e para que a pasta não sofra influências do publicitário Einhart Jacome da Paz, dono de uma das agências vencedoras de licitação de contas publicitárias, e que foi apontado como o “homem forte” da gestão de Wilmar Bandeira.

Vilela falou pela primeira vez sobre as supostas influências de seu amigo nos destinos da Secom. Mas reafirmou a “importância” do publicitário em seu governo. “O Einhart é um cara competente, é meu amigo. Ele é um sujeito que será sempre importante no nosso governo. Se eu for candidato – só vou decidir isso mais tarde –, o Einhart será o meu marqueteiro. É um homem de minha confiança. Agora na Comunicação do governo, o Nelson tem total autonomia e carta-branca para fazer tudo o que deve ser feito”, ressaltou o governador, complementando que Bandeira também teve independência na relação com seu amigo.

Além da saída de Bandeira, cobrada pelas empresas de comunicação desde o ano passado, outra mudança deverá agradar as agências publicitárias que cobravam mais pela valorização por parte do governo. Carlo Bandeira, superintendente do governo, será exonerado. Segundo Ferreira, uma mudança natural.

Ao avaliar a situação da pasta, Nelson Ferreira disse ter tido a impressão de que a Secom estaria “muito bem arrumada, organizada, com bons profissionais”. E foi cauteloso ao falar sobre os contratos tidos pelo setor publicitário como problemáticos e “amarrados” ao grupo que tinha a influência na Secom.

“Parece-me que são contratos de dois anos que estão terminando agora, com três ou quatro meses. É melhor esperar o prazo dos contratos se extinguir. Entendo que não teremos nenhuma dificuldade de fazer nosso dever de casa”, avaliou o novo chefe da Secom.

“A impressão que tenho é de que o Nelson é um homem competente, honesto, leal e é uma evolução dentro de uma nova comunicação. Acredito muito que o trabalho, de um modo geral, será extremamente positivo para o mercado como um todo”, disse o diretor da Chama Publicidade.

Vilela viu reações diferentes da platéia ao elogiar os ex-secretários Wilmar Bandeira e Eduardo Lôbo, este último presente no auditório. Ao primeiro, a reação foi de indiferença. Ao outro, foi de aplausos.

Fonte: Jornal Gazeta de Alagoas

Anúncios

Ações

Information

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: